sábado, dezembro 31, 2005

2006

O que é isso?!? É o ano que se aproxima e nos dá uma desculpa para engulirmos largas quantidades de comida e bebida, sem nos sentirmos culpados. Pró ano deixamo-nos disso. Mas não deixamos. Mesmo nos primeiros minutos do ano novo, lá estamos a enfiar espumante goela abaixo...
Esqueçam as resoluções! Há um ano inteiro pela frente, uma vida, para essas promessas de fraque. Divirtam-se!

terça-feira, dezembro 27, 2005

boas entradas

Grandes entradas melhores saidas, se oproximo ano vai ser bom depende do que fazemos.

terça-feira, dezembro 20, 2005

A verdade!!!!!!

o ultimo post deixou-me a pensar e estas foram as conclusões a que cheguei:
Èstou errado ou foi o presidente do porto que se viu envolvido no caso do apito dourado? que me lembre o unico presidente do Benfica Glorioso pros amigos, foi o Vale e Azevedo e foi por ter roubado os cofres do Benfica.
Que me lembre foi o Porto que pagou viagens ao brazil, pros arbitros passarem umas ferias agradaveis, e sem querer por lenha na fogueira, mas talvez fecharem os olhos uma ou outra vez.

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Futebol maquiavélico

Lembram-se que o FCP já por duas vezes fez queixinha de jogadores do Benfica à LPF? O Benfica já usa a mesma táctica, evidente com o caso Maciel, pelo que já não pode dizer mal do FCP. Ambos têm razão, tanto quando fazem a queixa, como quando se queixam da quiexinha (ehehe).
Vou continuar no futebol, mandando uma atoarda de teoria da conspiração, que acredito ser exagerada, mas é um bom exercício da filosofia de Macchiavel:
E se, aproveitando a dificuldade financeira dos jogadores do Vitória de Setúbal, o padrinho José Veiga propusesse àqueles trabalhadores da bola pagar-lhes, digamos que o que lhes falta em ordenados, em troca de uma greve (a meu ver, justificada) justamente para o jogo com o SLB? Seriam três pontos sem esforço.
Só espero que o Dom Veiga não leia este meu modesto "post".

domingo, dezembro 11, 2005

Viva a água!

VIVA A ÁGUA
Escrito por Manoel Maria Barbosa du Bocage - Um clássico da literatura Portuguesa:

A ÁGUA
Meus senhores eu sou a água
que lava a cara, que lava os olhos
que lava a rata e os entrefolhos
que lava a nabiça e os agriőes
que lava a piça e os colhőes
que lava as damas e o que está vago
pois lava as mamas e por onde cago.
XXX
Meus senhores aqui está a água
que rega a salsa e o rabanete
que lava a língua a quem faz minete
que lava o chibo mesmo da rasca
tira o cheiro a bacalhau da lasca
que bebe o homem que bebe o căo
que lava a dona e o berbigăo
XXX
Meus senhores aqui está a água
que lava os olhos e os grelinhos
que lava a cona e os paninhos
que lava o sangue das grandes lutas
que lava sérias e lava putas
apaga o lume e o borralho e
que lava as guelras ao caralho
XXX
Meus senhores aqui está a água
que rega as rosas e os manjericos
que lava o bidé, lava penicos
tira mau cheiro das algibeiras
dá de beber ŕs fressureiras
lava a tromba a qualquer fantoche e
lava a boca depois de um broche.

Porque a Cultura Portuguesa deve ser divulgada!

sábado, dezembro 10, 2005


E falo eu das "árvores de Natal" e colecções de cromos que alguns exibem com o traje...

sexta-feira, dezembro 09, 2005

Uma questão de conhecimentos...

Eu sei que é um bocado redutor pq ainda faltam preencher dois ou três números, mas está lá pertinho...

sábado, dezembro 03, 2005

Natal que se aproxima

Vêm aí as bebedeiras consentidas em família, os envelopes mais ou menos cheios do vil papel que, graças a à divindade que preferirem (eu aposto em Mefistófeles), se pode trocar por algumas cervejas. Chegarão os embrulhos que revelam um sorriso forçado pelas meias, pela camisa que não é ao gosto do freguês, pelo objecto que ninguém entende para que serve, (obrigado, ehe, obrigado :\).
Alegremo-nos, mesmo assim, com a companhia uns dos outros, das nossas famílias, mesmo que a distância tente arrefecer os abraços. Alegremo-nos num brinde de cerveja (infelizmente) virtual, e juntemos os abraços num só, sem maricadas!